sexta-feira, 3 de junho de 2016

Ergonomia


6 dicas ergonômicas para donas de casa e empregadas do lar


Postado em 25 julho, por omar in Ergonomia, Geral.

Um grupo de pesquisadores da Universidade Stavanger e do Instituto de Sociologia de Bergen na Noruega concluíram, após um estudo publicado na  European Sociological Review, que as mulheres são as responsáveis por 78% do trabalho doméstico no Brasil. Elas dedicam, segundo o estudo, mais de 33 horas por semana, quase 5 horas por dia, para limpar e arrumar a casa, cozinhar, lavar e passar. Já os homens, dedicam pouco mais de 10 horas por semana para essas tarefas.
Pensando nisso, vamos apresentar 6 dicas para que os afazeres da casa sejam desempenhados de maneira mais ergonômica. Quem sabe assim os homens se motivam a colaborar mais nas tarefas de casa. Que tal?
1) Varrendo o chão: É muito comum ver pessoas varrendo ou passando pano encurvadas para a frente, ou seja, com o tronco flexionado. Isso pode estar relacionado ao tamanho do cabo utilizado ou mesmo a vícios de postura. Portanto, verifique a possibilidade de aumentar os cabos ou adquirir vassouras e rodos com cabos mais longos, com 1,30m ou mais.
1
2) Limpeza de vidros: Quando for limpar os vidros de janelas ou lustrar móveis mais altos, use escadas pequenas para evitar o trabalho com os braços erguidos, acima da linha cabeça. O trabalho com os braços nesta posição pode gerar desconforto e fadiga além de oferecer risco dependendo da duração e frequência dos movimentos.
2
3) Organização de armários: Mantenha tudo o que é usado com mais frequência na parte média, ou seja, entre a linha da cintura e dos ombros. O que for de uso médio na parte mais baixa e aquilo que se usa pouco no alto. Tenha na cozinha um banquinho de 2 degraus, desses que são utilizados nos hospitais para subir na maca, eles ajudam quando for necessário pegar coisas no alto, evitando a flexão dos braços acima da linha da cabeça, bem como ficar na ponta dos pés.
3
4) Eletrodomésticos mais ergonômicos: Talvez o melhor exemplo de eletrodoméstico ergonômico surgido nos últimos tempos sejam as geladeiras que tem o freezer invertido, ou seja, na parte de baixo. Não faz sentido? No freezer ficam os alimentos menos utilizados. Portanto, esses devem ficar na parte mais baixa, deixando aquilo que se usa mais na parte média e alta. Além deste exemplo, existem ferros de passar roupas mais leves e com fios maiores que facilitam o trabalho; aspiradores de pó com extensores que facilitam a limpeza de cortinas e partes altas; máquinas que dosam detergente, amaciante e água automaticamente, além de lavar, centrifugar e secar a roupa. São facilidades que a tecnologia nos proporcionam e que ajudam muito no trabalho, tornando as coisas mais ergonômicas.
4
5) Lavando roupa: Mas, se você ainda não tem uma máquina que faça tudo por você, ou se prefere lavar algumas roupas manualmente, então providencie um simples apoio onde possa por o pé. Essa postura mantem o tronco mais ereto e, por consequência, alivia as tensões sobre a musculatura da coluna lombar evitando desconforto ou fadiga.
5
6) Carregando compras: É claro que você deve optar pelos bons e velhos carrinhos de feira, eles facilitam muito o trabalho e evitam a sustentação do peso. Porém, quando for inevitável carregar sacolas, procure dividir toda a compra em duas partes iguais em volume e em peso e carregue tudo em duas sacolas, uma de cada lado. Com isso você evita a sustentação unilateral de peso que poderá provocar a inclinação do tronco com sobrecarga na musculatura de um dos lados, podendo gerar desconforto ou fadiga.
6
Gostou dessas dicas? Que tal uma palestra na sua empresa com este conteúdo e muito mais? Fale com a gente, teremos prazer em conversar com você.