segunda-feira, 29 de junho de 2015

Taxa de Frequência X Taxa de horas homens trabalhada



A Taxa de Frequência é mais uma das estatísticas relacionadas a segurança do trabalho que podemos utilizar na empresa.
Seu uso é bem simples. Estaremos apresentando-a nesse artigo em forma de vídeo.

Quem acompanha nosso trabalho sabe que nos dispusemos a fazer alguns vídeos sobre as estatísticas relacionada à segurança do trabalho. E hoje chegou a vez da Taxa de Frequência.
No final do artigo você encontra links para outros vídeos de outras estatísticas.

A Taxa de Frequência é uma forma de a empresa determinar qual a previsão de acidentes para um milhão de horas trabalhadas.
O cálculo da taxa tem como sabe a NBR (Norma Brasileira) 14280 da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

 OS ACIDENTES DE TRAJETO ENTRAM NA TAXA DE FREQUÊNCIA?
Não. Para calcular a taxa usamos apenas os acidentes que ocorrem na empresa. Afinal, é esse tipo de acidente que trabalhamos para evitar. Eles são o foco do nosso trabalho.

A Taxa de Frequência é uma estimativa que pode dar ótimos parâmetros de como a gestão de segurança e saúde do trabalho da empresa está se for feita regularmente. É uma ótima possibilidade de avaliarmos a eficácia do trabalho de segurança na empresa.
Onde:
TF = Taxa de Frequência.
N = Números de Acidentados: Você pode optar por levar em consideração tanto somente os com afastamento, quanto os sem afastamento ou os dois. Falamos mais sobre essa escolha no vídeo.
H = Horas Homens de Exposição ao Risco: O período de horas trabalhadas pelos empregados no período determinado para o cálculo.


No vídeo estaremos fazendo o cálculo da Taxa de Frequência passo a passo. E no final do vídeo ainda deixamos um exercício para que possa resolver e assim, potencializar o seu aprendizado.
Como calcular a Taxa de Frequência